Are you in or out?

Devemos pensar quando é hora de pensar em nós para deixarmos de agradar os outros...

Devemos avaliar quando é hora de pensar em nós e deixarmos de agradar os outros em certas situações...

Quando pensamos em comportamento do consumidor, podemos que como a sociedade influencia as pessoas quanto aos seus padrões de compra. Podemos ver isso no dia a dia onde podemos ver pessoas que estão “in”, ou seja, atendendo a um padrão ou tendência; e pessoas “out’, totalmente fora dos padrões comuns de consumo…vamos aos exemplos:

Roupas: dependendo da época, você pode estar in ou out. Por exemplo: a moda influencia muito o padrão in/out do consumidor. Calças xadrez foram moda nos anos 80, desaparecerem nos anos 90, até voltarem ano passado e lentamente sairem do mercado… agora uma pergunta: será que é realmente legal uma pessoa que gosta de usar calça xadrez deixar de usá-la quando não estar na moda, simplesmente porque se tornará uma pessoa “out” frente às outras pessoas de seu círculo de amizade? Interessante isso…

Celulares: Se você tem blackberry, bluetooth e está online, você está in. Se você possui telefone com toques polifônicos, sem “gadgets” e penduricalhos, ou ainda aparelho de “tamanho grande”, sinto muito, você está out.

Carros: Ter o carro “top” na cidade e mostrar a todos que você pode pisar na cabeça dos outros, é considerado in. Ter um carro velho ou usado que te leve aos locais que você necessita é totalmente out.

Quem ganha com isso?

Quem perde com isso?

Uma coisa é verdadeira. Transformamos nosso mundo em um lugar onde “ter” é melhor que “ser”. As pessoas avaliam você pelo que voce tem. Isso pode ser visto em vários locais onde o cliente chega com o carro importado ou a roupa de marca cara e é muito bem atendido. O cliente que chega com carro e roupas populares tem tratamento “diferenciado”… o pior disso: o cliente do carro importado pode estar devendo o carro e ter contas em atraso, tudo para manter a “imagem”; e o cliente do carrinho 1.0, o “popular” já pagou seu carro e paga suas contas em dia.

É hora de parar de pensar no que temos, e nos preocupar com o que somos…

Um abraço a todos!

Erick Pereira

Criativos do Marketing.

Anúncios

~ por erickmkt em 10/09/2009.

3 Respostas to “Are you in or out?”

  1. Concordo plenamente com o texto.
    Hoje em dia a grande maioria das pessoas esquecem de ser para ter e vivem num mundo de ilusão e futilidades, infelizmente está é a realidade atual o mundo do consumismo.
    Abraços

  2. Sabias palavras Erick.
    Muitas pessosas preferem o status para manter o ego alimentado, vivendo na ilusão como disse a Taty, assim, esquecem-se de quem são!

  3. Bom dia a todos,

    Com enorme felicidade estamos de volta,

    Estar in ou estar out??? Eis a questão!!!
    Para responde-la corretamente devemos ver quais são seus princípios, de como você vê e entende as coisas.
    Neste mundo consumista de hoje, onde a grande maioria de baseia no ter e não no “ser” podemos ver o quanto de injustiças são cometidas por esse julgamento.
    Infelizmente hoje no comércio somos obrigados na maioria das vezes a ignorar nosso ser para agradarmos aos clientes, que sabemos ser tão futeis quanto os modismos que vão e vem rapidamente.
    Experiente tratar o cliente todo metido a “granfo” como você trata aos seus demais clientes. Ele certamente irá começar a te julgar de forma diferente ou até mesmo deixar de ser seu cliente, por entender que você tem por obrigação bajula-lo… acreditando ele que por ter um pouco a mais de dinheiro ou mesmo somente “pose” tem de ser tratado diferentemente dos demais.

    Independentemente de tudo temos que tratar nosso cliente da melhor forma possivel, adequandonos ao seu jeito, seu modo, para que tanto ele como você saiam satisfeitos com a situação ocorrida.

    Mas, mais importante do que os outros acham ou vão pensar de você, quando você for cliente, compre, use e abuse daquilo que você e tão somente você gosta, se sente bem e adora.

    Quanto aos outros, o que vão achar e pensar será unica e exclusivamente problemas deles.
    Se eles conhecem sue “SER” certamente pouco importará seu “ter”.

    Obrigado pelo espaço Erick, um abraço especial,

    Abraço a todos,

    Anderson Luiz

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: